Cansei! Quero fugir deste mundo!

Image Hosted by ImageShack.us ||Image Hosted by ImageShack.us ||Image Hosted by ImageShack.us
Seria ótimo pegar minhas coisas e sumir daqui, fugir desta vida, fugir do mundo! Também seria muito bom ter nascido em uma outra família, com outros irmãos, com outros parentes, com tudo diferente.


Quantas vezes nos deparamos pensando em fugir de casa e largar nossa vida para trás?! Com uma vontade de mudar de vida, pegamos nossas coisas e seguimos em frente, porém o máximo "em frente" que nós conseguimos chegar, é alguns quarteirões.

Essa vontade de fugir do mundo, nasce de dentro de nós, é um junção de pequenos "fragmentos" de coisas ruins, como uma briga com um irmão, a falta de amor dos pais, a perda de alguém próximo. São varias coisas que com o tempo, vão se juntando, se juntando, e uma hora explode, esquenta sua cabeça e esfria seu coração, aí você se vê em um beco sem saída, não acha nenhum caminho, nenhuma chance de 'recuperar' sua vida antiga, e sem opções pega suas coisas e anda alguns quarteirões.
Porém esses "alguns quarteirões" podem se tornar algo maior, pois sem saída a maioria dos jovens caem no mundo das drogas, do pecado, da violência e faz a mesma coisa que o filho pródigo fez. Para quem não lembra, esta parábola de Lucas 15: 11-32 é a que um filho pega toda a herança e sai de casa, gasta todo o dinheiro, e depois de um tempo vivendo no pecado, sem nada, passando fome, e arrependido, volta para casa, pede perdão para o pai, o pai o perdoa e o enche de jóias, chama a todos, mata o novilho mais gordo e faz uma grande festa, o outro irmão com raiva pergunta por quê o pai dá uma festa para o filho que gastou toda a herança com meretrizes, e ele que nunca o desobedeceu não ganhou nada? O pai prontamente responde: "Meu filho, tu sempre estás comigo ; tudo o que é meu é teu. Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse  teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado."

Mas então o que fazer quando queremos fugir? Simplesmente esquecer os problemas? Infelizmente é impossível esquecermos os nossos problemas, o mais certo a fazer é entender os problemas, por exemplo: Seus pais não dão atenção quando você quer, não conversam com você, só te tratam aos gritos, mas você já parou para pensar que as vezes o culpado pode ser você mesmo? A maioria de nós mal olhamos para nossos pais, os desobedecemos, fazemos coisas que os aborreçam e depois jogamos toda a culpa neles, eles não prestam, não me amam, aposto que não queriam que eu tivesse nascido, porém devemos ser humildes e reconhecer os nossos erros! A mesma coisa é a briga com alguém, valeu a pena brigar? Não seria melhor esperar esfriar a cabeça e ir pedir desculpas?
Caso você queira fugir de casa por causa de sua família  pense bem: O que você vai conseguir fugindo de casa? Já pensou? Uma vida igual ao do filho pródigo? Uma vida de pecados, drogas, passando fome e necessidades? Será que vale a pena? Aposto que seria muito melhor sentar e conversar com sua família o que você não está gostando e o que acha que deveria mudar dentro de casa, assim todos entram em um senso e todos viverão bem melhor.
Agora se você acha que o seu problema não tem solução, coloque na mão de Deus, ore, peça a Deus pare que cure a ferida que abriu no seu coração, porque "Para Deus nada é impossível" (Lucas 1:37).
Só que jamais fuja dos seus problemas, não tenha medo, os enfrente.

Agora, se você já "chutou o balde" tenha coragem e seja humilde para voltar, não digo apenas voltar para casa, mas também quem fugiu de ser filho, quem esqueceu que tem pais, irmãos, quem só come, dorme e mau fala um bom dia para sua família  Que possamos ser humildes, que possamos ser igual ao filho pródigo, já sem nada, vivendo no pecado reconheceu seu erro, voltou para casa e pediu perdão: "Então, caindo em si, disse : Quantos trabalhadores de meu pai têm  pão com fartura, e eu aqui morro de fome ! Levantar-me-ei , e irei ter com o meu pai, e lhe direi : Pai, pequei contra o céu e diante de ti ; já não sou digno de ser chamado teu filho ; trata-me como um dos teus trabalhadores ; E, levantando-se , foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou ."

Se você já tomou sua decisão e quer fugir de casa, lembre-se antes que o que fazemos não tem volta e também deixa suas consequências, então pense bem antes de tomar qualquer decisão!


Nenhum problema é tão grande
que Deus não possa resolver!
Fiquem com Deus.
Abraços.




Nenhum comentário:

Postar um comentário